Explicações de conformismos inaceitáveis

Ir em baixo

Explicações de conformismos inaceitáveis

Mensagem  Burrosoueu em Sex Maio 07, 2010 1:46 pm

Um colega recebeu uma comunicação do seu sindicato. O nome não interessa, interessa o facto de ter sido um dos aparentes paladinos na indefectível defesa de um plano de saúde em conformidade com o Decº lei 122/94 ao qual a maior parte de nós aderiu, como contribuinte e parceiro contratual, num contrato quadripartido. Anos mais tarde, perante o conformismo de alguns e a inépcia de acção de muitos (apesar da aparência de activismo), foi o referido contrato alterado unilateralmente, por um acto de gestão, que implicou aumento das quotas dos beneficiários, perda de regalias, perda de qualidade de serviço e custos acrescidos no pagamento de medicamentos, internamentos e impostos. Foi este o mesmo sindicato que colocou, na ocasião, uma estapafúrdia providência cautelar, que por isso mesmo veio a perder, e que, apesar de instado pelos seus associados, ainda não conseguiu explicar quando e como colocou um processo judicial de contestação a toda esta situação de desconformidade com a lei.
Retomando a questão da referida comunicação aos seus associados, vem, esta organização, dar-nos conhecimento que se realizou mais uma reunião do Conselho Técnico PT-ACS, onde tomou conhecimento sobre a imposição de futuros planos, mais uma vez, unilateralmente, isto é, aceites com um conformismo de critica suave, proporcionador de omissão de opinião e deliberação dos trabalhadores beneficiários e contribuintes em 37% das despesas assumidas, que ainda por cima não são reconhecidas pelas finanças estatais.
Diante dos factos futuros, aparentemente consumados, que me foram dados a ler e as informações colhidas de que a PT tem estado a fazer sondagens, nacionais e internacionais, para a constituição a médio prazo de um seguro de saúde , com o consequente encerramento da ACS, parece que temos a sina lida, ou por outra, a saúde tratada.
Estranhos defensores dos trabalhadores, estes, que não tratam dum assunto da máxima importância para todos, para virem mais tarde chamar por Stª Barbara porque troveja. Parece, também por informações colhidas, que esta gente está mais preocupada em arranjar razões para demissões e expulsões de dirigentes incómodos ao seu status do que em lutar e defender trabalhadores seja porque meios for. As informações colhidas deixaram-me de queixo caído. Falaram-me mesmo de processos em Tribunal, não de contestação e oposição ao que se passa à longo tempo na ACS, mas sim por queixas de quebra de democraticidade e desrespeito estatutário.
Questiono-me se não será melhor os trabalhadores/beneficiários tratarem de constituir uma associação que os represente na ACS. No actual contexto somos apenas pagantes sem voz, ano a ano com mais prejuízo e mais enredados numa teia de palavras do mundo empresarial que nada têm a ver com a legislada herança do IOS, CPPTLP, CPCPRM e Cx da TDP.

Burrosoueu
Técnico
Técnico

Masculino Número de Mensagens : 31
Localização : Norte
Data de inscrição : 21/05/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum